Engenharia em favor da Sustentabilidade Ambiental, Econômica e Social.

Pesquisa apoiada pela FAPESP dá mais um indício de que o Novo Código Florestal pode afetar biodiversidade

25/06/2011 13:09

A pesquisa de doutorado intitulada como "A influência de fragmentos florestais na dinâmica de populações de anuros no noroeste do Estado de São Paulo", realizada pelo biólogo Fernando Rodrigues da Silva com apoio da FAPESP, constatou que os fragmentos florestais com pequenas áreas têm elevada importância para manutenção da diversidade de anfíbios na Mata Atlântica. Com as mudanças no Código Florestal, esses fragmentos estarão ameaçados, uma vez que o projeto prevê a diminuição das áreas de Reserva Legal e Áreas de Preservação Permanente, importantes na manutenção desses fragmentos.

 

Isso acontece devido à função ecológica desses fragmentos de ligar áreas remanescentes maiores. Além disso, mesmo sofrendo grande influência de borda, servem como refúgios para animais de pequeno porte, podendo ainda conter espécies florestais raras que têm papel de matrizes reprodutoras. Sendo assim, como comprova a pesquisa, a conservação de pequenos fragmentos é fundamental para a manutenção da diversidade biológica. Nesse momento mundial de luta pela preservação de espécies, deveríamos discutir a construção de corredores ecológicos para ligar pequenos fragmentos a remanescentes florestais ao invés de discutir a destruição de habitats, como tem feito o texto do novo Código Florestal.

 

Leia a notícia completa na Agência FAPESP>>

Pesquisar no site