Engenharia em favor da Sustentabilidade Ambiental, Econômica e Social.

Novas unidades de pesquisas no Amazonas terão R$ 6 milhões, previstos em dois editais

09/07/2011 14:37

A medida foi anunciada pela Fapeam durante as comemorações dos 60 anos do CNPq. A solenidade ocorreu na sede do Inpa e reuniu pesquisadores de várias instituições

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCT) sediou nesta terça-feira (5) a solenidade em comemorações aos 60 anos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O evento foi realizado pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (SECT/AM).

Durante a solenidade, a Fapeam anunciou investimos de R$ 6 milhões que fazem parte de dois editais. “Vamos estar com um edital para jovens doutores com até 5 anos de formados para que eles possam estruturar suas unidades de pesquisas. O outro edital é para o Programa de Apoio a Emergentes que vai apoiar núcleos com mais de 5 anos para que se consolidem”, explica Maria Olívia, diretora-presidenta da Fapeam.

Durante a solenidade, foram entregues placas comemorativas a membros do CNPq dentre eles Manoel Barral Netto, diretor de Cooperação Institucional. Segundo o pesquisador do Inpa, José Francisco, a participação do CNPq é fundamental para o fomento da pesquisa no Brasil. “Ele nasceu e cresceu junto com a pesquisa científica brasileira. Tem um pouco do CNPq em cada laboratório”, declarou.

Desafios

O titular da SECT, Odenildo Sena, falou dos avanços na formação de doutores no Amazonas, destacou o papel do CNPq e elencou os desafios da Ciência e destacou que a Amazônia não pode ser vista como um santuário, em uma referência ao desenvolvimento com sustentabilidade. “Nós sabemos o que queremos da Amazônia. Nós não queremos a Amazônia como um santuário.” finaliza.

 

Fonte: Portal da Presidência

Portal Brasil
Inpa

Pesquisar no site